POR QUE ESTUDAR MODA?

Hoje eu trouxe pra vocês um papo que tive com três amigas queridas, para dar uma luz pra quem se interessa pelo mundo da moda!

img_5007

 

Nome: Brenda Fisch
Idade: 20 anos
Quanto tempo de curso: Vou completar no final desse ano 3 anos de curso. Estou no sexto semestre.

– Por que você escolheu o curso?

Minha família sempre trabalhou com moda, desde pequena convivo com esse universo. Cresci dentro de confecções, lojas e viagens de pesquisa, isso sempre me fez despertar curiosidade e interesse, então já nova desenhava croquis, costurava e gostava de bordar. Quando chegou a hora de eu escolher o que iria cursar na faculdade escolhi o que estava habituada, porém não imaginava que eu me apaixonar tanto pelo curso de Design de Moda. Escolhi meu curso por influência do trabalho da minha família no meu cotidiano, mas hoje sou motivada pelo amor que tenho por todo esse mundo da moda. Apesar da influência dos meus pais e familiares, descobri que cursar Moda é a minha vocação, me descobri no curso.

– Você trabalha na área? Se sim, quais suas principais atividades e o que você mais gosta no seu trabalho?

Trabalho na área de criação e desenvolvimento de uma malharia da região. Sou estagiária e atuo como assistente de estilo. Realizo pesquisas de tendências, elaboro fichas técnicas, desenvolvo produtos, acompanho o processo das peças pilotos, faço parte da criação de coleções, além de atualizar o facebook e colaborar com outras atividades de criação e pesquisa.

– Já tem ideia do que quer fazer quando terminar o curso?

Minha experiência trabalhando na área sempre foi atuando na criação e na pesquisa, trabalhando em um atelier e agora em uma empresa. Porem gostaria de ter contato, experiências e oportunidades de cursos e de conhecimentos sobre outras áreas nesse período que estou estudando.  A moda engloba tantas áreas diferentes de atuação e tenho curiosidade de conhecer outros caminhos que ainda não experimentei.

– Em que áreas o profissional de Design de Moda pode atuar?

Na área de pesquisa de tendências, na criação, na produção, no jornalismo, como modelista ou estilista, na área de consultoria de moda, como professor, trabalhando com negócios de moda e branding de marca.

– Quais traços/habilidades são indispensáveis para quem quer entrar no curso?

Determinação, curiosidade por tudo que é novo, ter interesse por assuntos de diferentes áreas, ser pro ativo, criativo e apaixonado.

– Cite um mito sobre o curso de moda e uma verdade:

Um mito: MODA NÃO É SÓ FAZER ROUPA! Moda é o reflexo da nossa sociedade, ela está inserida no nosso cotidiano intensamente. É um universo complexo, sistemático e culturalmente rico.

Uma verdade: Moda é trabalho duro, esforço e dedicação. Para se conseguir seu lugar no mercado é necessário muita determinação, foco, espirito empreendedor e pés do no chão.

_________________________________________________________________

 13880252_1138154859591546_5212413719843893416_n

Nome: Bruna Borges Fortes
Idade: 19 anos
Quanto tempo de curso: 5 semestres concluídos

– Por que você escolheu o curso?

Escolhi estudar moda pois sempre tive curiosidade na área, desde pequena admirava muito a profissão. Depois que cresci e vi que seria algo que iria me proporcionar leveza no dia a dia, amor pelo processo/resultado final e liberdade para trabalhar como quisesse decidi que era o caminho que queria seguir.

– Você trabalha na área? Se sim, quais suas principais atividades e o que você mais gosta no seu trabalho?

Infelizmente ainda não trabalhei na área, só fiz trabalhos por conta relacionados a produção de moda, que é uma das áreas que mais me atraem na moda.

– Já tem ideia do que quer fazer quando terminar o curso?

Gostaria muito de trabalhar com consultoria/produção de moda e editoriais, tudo relacionado à styling me atrai, no entanto para isso precisa de muito talento e prática. Ainda não tenho certeza se esse será meu rumo depois de formada pois ainda não tenho muito clara a realidade do mercado nesse quesito.

– Em que áreas o profissional de Design de Moda pode atuar?

Ao meu ver o Designer de Moda pode se inserir em qualquer etapa do processo que lhe agrade, desde a matéria prima, criação (roupa ou têxtil), pesquisa, comportamento, marketing, produção (modelagem, costura, bordado, superfície, etc) até a loja, revenda, compra, público,  jornalismo, styling e informação de tudo isso para diferentes públicos que consomem moda (de diversas formas/fontes).

– Quais traços/habilidades são indispensáveis para quem quer entrar no curso?

Sempre achei que para começar o curso eu teria que vir com habilidades ou talentos específicos, no entanto, aprendi que basta ter muita curiosidade e ir atrás pois qualquer habilidade ou talento específico pode ser construída e elaborada com esforço e empenho. Acredito que deve também ser um bom observador e estar atento a tudo que se refere à área.

– Cite um mito sobre o curso de moda e uma verdade:

“Tem que saber desenhar”

“Não vai ter mercado de trabalho depois de formada” – pode ser difícil mas as oportunidades aparecem pra quem é bom em moda

“Só faz bainha de calça” HAHAHAHA

Bruna indicou livros que leu no decorrer do curso, para quem se interessar: 

  • 100 anos de moda.
  • Fashion Design.
  • Carta para um estilista – li quando estava decidindo o curso e foi um dos fatores decisivos.

_________________________________________________________________
IMG_20150715_034340.jpg

Nome: Victória Bizzotto Lorenzi
Idade: 21
Quanto tempo de curso: 4° ano de curso de Design de Moda, sendo 7 semestres cursados na Universidade de Caxias do Sul e um em intercâmbio acadêmico na Universidade de Lisboa.

– Por que você escolheu o curso?

Sempre me interessei por moda, tanto na área criativa, quanto de execução e pesquisa. O que mais me deu impulso para fazer o curso foi a possibilidade de trabalhar em diversas áreas posteriormente, dentro da própria moda. Acho que a moda reflete o cotidiano, possibilidade de mudanças nele e previsões de atitudes que as pessoas poderão exercer a partir do que estão vestindo ou consumindo.

– Você trabalha na área? Se sim, quais suas principais atividades e o que você mais gosta no seu trabalho?

Ainda não trabalho na área.

– Já tem ideia do que quer fazer quando terminar o curso?

Quero seguir na área de jornalismo e pesquisa e interpretação de tendências (elas sendo históricas ou previsões de futuras coleções). Penso que a área de consultoria empresarial é muito interessante, porém exerceria junto com outro trabalho.

– Em que áreas o profissional de Design de Moda pode atuar?

Jornalismo, criação, desenvolvimento, pesquisa, consultoria, tecnológica, estética, dentre outras.

– Quais traços/habilidades são indispensáveis para quem quer entrar no curso?

Ter proatividade, interesse e mente aberta.

– Cite um mito sobre o curso de moda e uma verdade:

Mito: Moda é um curso fácil/simples.

Verdade: Moda é um curso que exige muito tempo e vontade. A maior parte do curso é prática, sendo na área de produção ou de pesquisa. Por ser considerado um curso fácil muitas pessoas que cursam moda acabam repetindo matérias por achar que não é necessário estudar e ter empenho. As pessoas acham que moda é um curso fácil, mas não lembram que é o segundo maior mercado consumidor do mundo, assim sendo uma área muito competitiva.

Victória indicou livros que leu no decorrer do curso, para quem se interessar: 

  • Sexo entre reis.
  • DNA Brasil.
  • Bueroux Nelly Rody.
  • Enciclopédia da Moda.
  • Dicionário da Moda.

 

_________________________________________________________________

Demais né? Gostou do post? Comenta aqui embaixo!!

:*

 

 

 

 

 

Anúncios

PLAYLIST #01: VIBES

Exibindo IMG_4392.JPG

Sou dessas que não vive sem música. Faço playlists pra todas as ocasiões, e hoje vou dividir uma delas com vocês.

Essa é daquelas que a gente deixa rolando no domingo enquanto só se preocupa em respirar e existir, mas que podem rolar tranquilamente no carro, no trabalho enfim. Essa por enquanto tem 74 músicas, mas sigam  lá no Spotify que eu estou sempre atualizando.

Qualquer dia volto com uma playlist nova, espero que gostem dessa.

Boa semana pra vocês!

CONFORTO

Assim que eu falei que criaria um site sobre moda, muita gente me fez a mesma pergunta “vai ter look do dia?”, e isso fez com que eu questionasse o porquê de as pessoas acharem que estudante de moda só faz isso da vida, sendo que não gente, tem os que só fazem isso sim, mas também tem os que preferem estudar outras coisas, ok? Hehe. E esse estudo vai muito mais além…

Já ouvi muitas vezes frases do tipo “puts se eu fosse usar isso ficaria ridícula”. E aí eu fico pensando comigo mesma, porque que a pessoa acha que ficaria ridícula com a blusinha mais simples do meu armário, que pra mim funciona como coringa?! Algumas pessoas não sabem mas, a palavra de ordem que muita gente usa na hora de escolher o que vestir é: conforto. E aí entendi que as pessoas que me fazem essas perguntas, também tem a mesma intenção que eu na hora de se vestir, elas também buscam conforto e também querem se sentir a vontade durante o dia, mas por algum motivo, se sentem inseguras por achar que vão estar sem graça, sem personalidade e tudo mais que dizem que é quando uma mulher não sai montada em roupas de revista. E principalmente, sentem medo de parecerem “ridículas”.

 

Exibindo IMG_4350.JPGExibindo IMG_4349.JPGStan Smith con look desenfadado de boyfriend jeans y jersey estampado.:

Mas a ideia é ser feliz sendo o que a gente é e vestindo o que nos deixa confortável. Ser bonito, pra mim, é poder correr na rua sem se preocupar se o salto vai entrar em um buraco na calçada, poder caminhar pra cima e pra baixo sem ficar com dor e calos nos pés. Enfim.

Estar confortável com quem se é e usar peças que nos fazem se sentir felizes, são capazes de fazer o conforto transcender o interno e acabar sendo agradável ao olhos de quem vê. Se tu simplesmente se sente confortável usando roupas  justas, curtas e salto alto, use e abuse disso tudo! Se não, ok tudo bem, vai de tênis e camiseta mesmo. A gente é lindo quando resolve se vestir pra si mesmo.

Sejam autênticos 🙂